ADMINISTRADORES SEM PLANOS DE ACÇÃO PARA TRAVAR ESTRAGOS DAS CHUVAS ENQUANTO MANUEL HOMEM FAZ OUVIDO DE MERCADOR

Os Administradores municipais da província de Luanda, estão sem planos de acção para colmatar os estragos causados pelas chuvas que caíram nos últimos dias na capital angolana, enquanto o governador Manuel Homem, faz ouvido de mercador diante do grito de socorro dos munícipes que viram as suas casas invadidas pelas águas, afirmou ao Hora H, uma fonte que não quis ser identificada.

NDOMBI ZADIMENGA

Segundo a fonte, os administradores municipais, estão a enfrentar dificuldades para dar solução aos problemas pontuais que têm surgido nas comunidades da capital angolana, bem como com a  apresentação dos seus planos de acção.

A fonte do Governo Provincial de Luanda, (GPL), entende que, em momentos como o actual, em que os administradores estão a apresentar os danos das chuvas, deveriam criar equipas de emergência, para sucção de águas e reduzir os danos causados.

De acordo com a fonte, desde a extinção da Comissão Administrativa de Luanda e a chegada do Governador Manuel Homem, as administrações dos bairros, deixaram de existir nos Distritos Urbanos da Administração Municipal de Luanda e os funcionários que lá trabalhavam, há vários anos, estão sem colocação, disse a fonte ao Jornal Hora H.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *