Liga dos Campeões Africanos: Petro de Luanda faz primeiro treino na Argélia

A equipa do Petro de Luanda realiza, hoje, a primeira sessão de trabalho em solo argelino, visando a partida frente ao JS Kabylie, marcado para sábado, às 20h00, no Estádio 1 de Novembro de 1954, referente à quinta e penúltima jornada do grupo A, da Liga dos Clubes Campeões Africanos.

No treino vespertino, o técnico Alexandre Santos vai, certamente, privilegiar a melhoria e consolidação dos aspectos físicos e técnicos, finalizando o apronto com ligeiras corridas à volta do campo.

Amanhã, o campeão angolano realiza o treino de adaptação à relva do palco do desafio, com o treinador petrolífero a centralizar a preparação da equipa no trabalho técnico com bola, uma vez que esconde a táctica de jogo adversário.

Ontem, os petrolíferos deixaram o país, no máximo da força com o intuito de discutir palmo a palmo o desafio diante dos argelinos do JS Kabylie, em que só a vitória ou o empate interessa, para continuar a sonhar com o apuramento aos quartos-de-final.

Os campeões nacionais abordam esse jogo, com a calculadora nas mãos, tendo consciência de que estão sem margem para errar, pois, perderam esse direito, no  passado sábado em casa, frente ao Wydad de Casablanca de Marrocos, por 2-0.

Neste desafio, angolanos e argelinos disputam aquele que parece ser o segundo lugar em aberto no grupo, devido à liderança isolada dos marroquinos, com nove pontos.

Na segunda posição, com sete, o JS Kabylie pretende garantir a qualificação à fase seguinte já nesta recepção aos tricolores, depois do empate sem golos, no Estádio Nacional 11 de Novembro, em Luanda.

Contudo, o Petro de Alexandre Santos não tem outra alternativa, que não seja vencer os dois últimos jogos, a começar pela deslocação ao terreno do adversário, depois na recepção ao Vita Club de Kinshasa.

No seio dos jogadores e equipa técnica, a convicção é forte e todos estão à volta do grande objectivo, que passa pela qualificação a eliminatória seguinte.

À entrada da quinta jornada, o Wydad é o líder da série, com nove pontos, seguido do JS Kabylie, com sete. O Petro de Luanda ocupa o terceiro lugar, com quatro pontos. O AS Vita Club de Kinshasa é a”lanterna vermelha”, com três pontos.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *